Impactos da política e da lei na sociedade

Temas sobre o atual momento da politica que podem cair no enem e1471971251352

A política era um ramo da civilização na qual as pessoas viviam juntas com um rei ou líder. Era também uma necessidade de proteger seu território e meios de subsistência. O que começou como uma ferramenta da administração tornou-se a fonte de poder durante a última parte da história. Em algumas regiões do mundo, as religiões influenciaram as decisões políticas. Ultimamente, muitas formas de se controlar entraram na arena, com cada um reivindicando suas ideologias para serem superiores. Embora os métodos tenham mudado, o propósito permanece o mesmo; para servir ao povo e satisfazer motivos egoístas. A política moderna tem matizes variadas que nos afetam. Os principais impactos são destacados por Mauro Luiz Zamprogno aqui.

Liberdade. A exploração, a supressão e as transgressões das dinastias e dos impérios levaram às revoltas, às revoluções e à necessidade de autogoverno. A consciência dos direitos civis e o surgimento de grupos políticos reforçaram o desejo de independência dos governantes alienígenas. O exemplo clássico disso é o movimento de liberdade indiana liderado pelo Congresso Nacional Indiano. Muitas nações asseguraram sua liberdade somente pelo método político.

 

 

A proteção dos direitos dos trabalhadores é assegurada pelas táticas de pressão e agitação dos sindicatos e dos partidos políticos. Várias questões pendentes foram resolvidas tardiamente com a ajuda da política. A observação do Dia dos Trabalhadores no primeiro dia de maio de cada ano aponta para o grau de realização da política. São notáveis ​​as medidas contra a exploração, o trabalho infantil, os perigos para a saúde e o recuo.

Fonte de emprego. Na ausência de empregos bem remunerados e oportunidades alternativas, muitos desempregados e subempregados têm focado seu empenho na política e a usado como seu meio de subsistência. Com perseverança e trabalho árduo, alguns chegaram aos corredores dos poderes e experimentaram o sucesso, enquanto alguns acumularam uma riqueza através das loucuras e do acaso.

Alegação hereditária. Tendências ‘’dinásticas’’ continuam com os líderes que desejam acabar com os partidos, nomeando seus filhos e netos. Esta atitude é suportada pela ânsia de poder e dinheiro, e não por causa do bem-estar público. Embora esses líderes preguem a democracia para os outros, eles querem manter o controle do partido. Quem levantar a voz contra a liderança tem de enfrentar a expulsão ou intimidação pessoal.

Perda de negócios. Para ganhar os votos, os políticos comprometem a economia nacional, anunciando medidas populistas como brindes, isenções de empréstimos, concessões e diluição de regras e sistemas. O dinheiro público e as empresas são as principais vítimas dessa má política.

Os bons políticos lutam pelo bem-estar da terra a qual pertencem. Apesar de possuir carisma e poderes indiscutíveis, eles não buscam favores nem fama. Mahatma Gandhi comandou a Índia visando a independência, mas não desejou nenhum posto ou poder no governo desse país. A menos que os líderes mantenham o interesse nacional como sua principal prioridade, todos os esforços para limpar a política serão em vão.
 

Fonte do artigo: Augusto de Arruda Botelho 

Autor, um Ex-Banqueiro com Mestrado em Direito, publica dicas muito úteis e práticas além de ideias para uma vida feliz.